REGIÃO

Festa em Comunidade de Roncador Acaba em Tiroteio e Confusão

autor Publicado em 14 de Março de 2018

 

Festa em Comunidade de Roncador Acaba em Tiroteio e Confusão

 

A Polícia Militar de Roncador foi acionada via 190 neste domingo (13). O noticiante disse que naquele momento estava sendo ameaçado por L. P. T. B, que portava um canivete e por várias vezes teria apontado para o noticiante.  

Diante dos fatos, a equipe policial se deslocou até o local informado, sendo a comunidade do Rio Bonito, local onde estava acontecendo uma festa. Já na chegada, populares que estavam na festa apontaram a direção do acusado e informaram que o mesmo já havia ameaçado diversas pessoas e que estava sem camisa e a cavalo.

Logo a frente foi encontrado L., seu pai A. L. B., seu irmão menor e mais três indivíduos a cavalo. Foi dado voz de abordagem ao denunciado, mas ele disse que não se entregaria para “esses vermes fardados” e que iria matar ou morrer. Na sequência, o rapaz partiu para cima de um dos soldados que para dispersá-lo foi necessário efetuar dois disparos de arma de fogo.

Diante de toda aquela resistência à prisão, L. montou seu cavalo e disse que iria resolver o problema com o denunciante e queria saber porque “foi chamar os vermes”.

Para proteger a família do denunciante, a equipe policial se deslocou para a residência que fica próximo da festa. Ao chegar no local, logo chegou o denunciado, seu irmão menor e seu pai e já foram tentando entrar na residência, segundo eles, para resolver os problemas com o denunciante, momento que o denunciado partiu para cima do soldado João Felipe, armado de canivete, que para proteger, também efetuou dois disparos de arma de fogo para dispersá-lo, sendo assim, L. teria montado em seu cavalo e a aproximadamente 50 metros ficou xingando os policiais de merdas, vermes e “vem na mão seus lixos”.  

A equipe novamente embarcou na viatura e iniciou-se um acompanhamento tático e por volta de 1 quilômetro, L. jogou o cavalo para cima da viatura amassando os dois para-lamas dianteiro.

De acordo com os policiais, o cavalo estava todo soado e após mais de 500 metros, desmaiou em um campo aberto e caiu em cima do denunciado que conseguiu se desvencilhar e fugir a pé. A equipe policial correu mais de 100 metros atrás do agressor que ao perceber que não iria conseguir fugir, partiu para cima dos soldados João Felipe e Rafael Santos, que conseguiram imobiliza-lo, e colocá-lo no camburão da viatura.  

Diante dos fatos, L. P. foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Iretama para as devidas providências.

 

Fonte: RCD Notícias

Avalie esta matéria:
Total de Voto(s): 0 - Média de Voto(s): 0

 

 

Mais FM