PARANÁ

Presidente da Câmara de Guarapuava vira réu em processo que apura desvio de dinheiro público

autor Publicado em 25 de Setembro de 2017

 

Presidente da Câmara de Guarapuava vira réu em processo que apura desvio de dinheiro público

 

A Justiça aceitou nesta segunda-feira (25) denúncia por desvio de dinheiro público contra o presidente da Câmara de Guarapuava, na região central do Paraná, João Napoleão (Pros), e um assessor da Casa. Agora, os dois são réus no processo.

A decisão é da juíza Helênika Valente de Souza Pinto, da 1ª Vara Criminal de Guarapuava. A denúncia trata de irregularidades na nomeação de assessores na Câmara, em 2015.

No despacho, a juíza considerou que a denúncia é clara e descreve com detalhes as possíveis atividades criminosas praticadas pelo presidente da Câmara e pelo assessor denunciado.

A juíza ainda rejeitou os argumentos de defesa das partes, alegando que não existiam causas suficientes para absolvição dos envolvidos.

A denúncia, oferecida pelo Ministério Público (MP-PR), aponta que Napoleão nomeou um diretor de gestão legislativa, que não realizava nenhuma função na diretoria de gestão da Câmara, mas atuava como assessor pessoal, beneficiando exclusivamente o vereador.

Os valores que o assessor recebeu além do que deveria, em razão da prática do crime, causou prejuízo estimado de mais de R$ 84 milhões para a Câmara, segundo o Ministério Público.

Para chegar aos valores, os promotores compararam os salários recebidos pelo diretor nomeado por João Napoleão e por uma assessora de gabinete da presidência.

O diretor recebia R$ 7.183, entre os meses de janeiro e abril de 2015; depois passou a receber R$ 7.782. Enquanto isso, a assessora de gabinete recebia, no mesmo período, R$ 3.070, com aumento para R$ 3.336 - segundo a denúncia, a diferença é de 57% a mais entre os salários para os quais o diretor foi nomeado.

A denúncia ainda afirma que o esquema durou até a deflagração da Operação Fantasma II, contra crimes dentro do Legislativo de Guarapuava.

O advogado de João Napoleão afirmou que ainda não foi notificado da decisão, mas, assim que isso acontecer, entrará com a defesa do cliente.

 

Fonte: G1 PR

Avalie esta matéria:
Total de Voto(s): 0 - Média de Voto(s): 0

 

 

Supermercado Borgio Rodapé